É possível reverter a confusão de bicos?

A confusão de bicos é um dos principais causadores do desmame precoce, sendo um problema que atinge em cheio o sucesso e tranquilidade da amamentação. Essa dificuldade acontece quando o bebê simplesmente “desaprende” a mamar pelo uso frequente de chupetas ou mamadeiras.


Um bebê com confusão de bico pode passar a recusar o seio materno, ter dificuldade de manter a pega, morder o seio com frequência e pode passar a preferir a mamadeira. O que acaba tornando a mamada mais dolorida para a mãe, e, consequentemente, interferir na produção de leite, já que não há uma sucção constante.


É importante frisar que a confusão de bicos também pode ocorrer mesmo em bebês maiores. É comum ver mães de bebês pequenininhos dizendo que o bebê usa chupeta, mas continua mamando normalmente. Porém, é preciso ter consciência de que a confusão pode aparecer mais lá na frente.


O primeiro passo para quem deseja vencer a confusão de bicos é reconstruir o relacionamento entre o bebê e o seio. Algumas dicas também podem ser essenciais para ajudar a reverter essa situação antes que o bebê deixe definitivamente de mamar. Confira:


1- Pare de usar bicos artificiais


Para reverter esse problema, a primeira dica é também a mais óbvia: pare de usar os bicos artificiais! Pode parecer complicado no início, mas é super importante usar o peito como seu aliado neste momento. Use seu peito nas situações que você acredita ser necessária a sucção, onde colocaria a chupeta na boca.


2- Tente alimentar o bebê de outra forma que não seja na mamadeira


Caso a produção de leite tenha sido afetada, procure fazer a oferta do complemento através da técnica de relactação (sonda no peito), fazendo com que o bebê possa estimular a mama ao mesmo tempo em que se alimentar. É possível também seguir oferecendo o leite no copinho ou colher dosadora até conseguir voltar com a produção normalmente.


3- Capriche no contato pele a pele


Lembre-se que o bebê procura a sucção não apenas para se alimentar, mas também para se confortar e acalmar. Por isso, outra dica importantíssima é caprichar no colo e no contato pele a pele para reiniciar o vínculo afetivo através do seio. Tenha paciência, tudo deve ser feito de forma gradativa para não traumatizar e causar ainda mais rejeição do bebê ao seio.


E lembre-se: se precisar de ajuda não hesite em procurar um profissional capaz de dar suporte neste momento tão delicado. Uma consultora de amamentação pode ajudar a corrigir a pega e identificar ainda possíveis problemas não detectados pela confusão de bicos.

159 visualizações0 comentário