top of page
bg-home2_edited.jpg

Desmamar nunca vai ser fácil, esteja preparada!

Já comentei diversas vezes que o desmame com menor dano para o bebê, o ideal, é aquele que é guiado por ele, no tempo dele: o desmame natural.


Quando a criança nunca teve contato com bicos artificiais (chupetas, mamadeiras e bicos de silicone) geralmente acontece entre os 2 anos e meio e 7 anos.


Todas as técnicas, por mais que sejam respeitosas, com a participação da criança e guiadas, podem ter consequências. Não existem fórmulas mágicas para desmame com zero trauma e aqui eu falo tanto para a mãe, como para o bebê,


Então, se você está pensando em dar esse passo, esteja preparada!



O início do desmame pode significar muitos choros. A criança chora como forma de protesto, porque toda mudança gera inquietação.


Portanto, se o desmame não for uma demanda deles, o choro será frequente até entenderem uma nova forma de se relacionar com o mundo sem o peito como resposta para tudo!


A mãe vai chorar também. De culpa, de cansaço, de não saber lidar com o choro da criança sem usar o peito como consolo.


Observo isso, nesses meus mais de 25 anos de experiência com a amamentação: por mais que a mãe tenha sofrido no início, no estabelecimento da amamentação e por vezes, até pensado em desistir de amamentar naquele momento, quando chega a hora de desmamar, elas sofrem.


Quando esse momento chegar, lembre-se de que, embora você esteja deixando de ser a fonte de alimento do seu pequeno, ainda será sua fonte favorita de conforto, segurança e proteção.


Vocês vão estabelecer outras formas de se conectarem.


E por aí, quem já se sente preparada para passar por isso? E quem já passou, como foi a sua experiência?



1.308 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page