top of page

Cuidado com a suplementação precoce!

A grande maioria dos bebês nasce com plenas condições de ir ao seio e mamar assim que nascem. No entanto, ainda assim há um uso exagerado de suplementação de fórmula ainda no hospital.


O que pode parecer inofensivo num primeiro momento, pode levar a um desmame precoce no futuro! Isso porque, a suplementação precoce mina a confiança da mãe no processo de amamentação, atrasa a apojadura e reduz a produção de leite por falta de sucção.


Além do que, o colostro (primeiro leite do bebê) é rico em nutrientes e proteínas, sendo essencial para o desenvolvimento do sistema imunológico do bebê.


O colostro também é responsável por prevenir a hipoglicemia em bebês sadios, nascidos à termo. Imagina uma criança ser privada de todos esses benefícios desnecessariamente sendo alimentada com fórmula nos primeiros dias de vida?


Quando a suplementação é necessária?


Em raros casos a suplementação pode ser necessária, mas não sem antes ser avaliada minuciosamente em cada caso. Nos casos de internação do bebê, a nutriz deve ser encorajada a ordenhar manualmente ou com bomba.


A maioria dos estudos demonstram que a alimentação por fórmula é sempre muito mais do que o necessário que o bebê precisa. Essa superalimentação pode levar à quadros de obesidade futura.


O atendimento especializado em lactação, ainda dentro do hospital, pode ser a chave para desfechos mais favoráveis e o estabelecimento de uma amamentação bem sucedida!


Portanto, fique de olho!


Referências: ABM Protocol #3

504 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page