Como o aleitamento materno pode melhorar a saúde coletiva?

Você sabia que os benefícios do aleitamento materno vão muito além das questões nutricionais, podendo ser, inclusive, uma maneira de melhorar a saúde pública coletiva?


As evidências científicas nos mostram que os hábitos de vida e o ambiente social em que uma pessoa está inserida podem modificar o funcionamento de seus genes. E esses serão transmitidos para os seus descendentes, caracterizando a chamada programação metabólica.


E olha só que incrível: a amamentação atua diretamente nessa programação metabólica criando ‘imprints’ capazes de modular a saúde do indivíduo aleitado!


Por isso, acredito que as práticas de aleitamento materno subótimas são uma questão de saúde pública, exigindo esforço e investimento no nível social.


Quando uma estratégia multissetorial de saúde pública é adotada de forma mais ampla e equitativa, isso ajuda a garantir a sobrevivência, a saúde e o bem-estar das crianças e de suas famílias, fundamental para alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável da população como um todo.


E você, já parou para refletir em como a amamentação é capaz de influenciar a sociedade em tantos níveis assim? Compartilhe conosco a sua opinião!

17 visualizações0 comentário