Amamentação x introdução alimentar

Há quem diga que a amamentação prejudica a introdução alimentar…


A partir de seis meses, se o bebê apresentar os sinais de prontidão, inicia-se a introdução alimentar.


É como se estivéssemos preparando o bebê para o futuro, mas o leite materno continua a ser a base da alimentação dele.


Os alimentos devem ser introduzidos de forma lenta e gradual, pois inicialmente devem complementar o leite materno e não substituí-lo.


Como fica a o aleitamento materno em livre demanda durante a IA?


É necessário começar a estipular uma rotina alimentar com alguns horários. A partir daí o leite materno que, antes ficava em livre demanda, adquire uns espaçamentos normais. Com esses espaçamentos a produção vai se acomodando a demanda do bebê.


É importante lembrar também, que mesmo com o início da introdução alimentar, a amamentação diminui o risco de infecções e previne doenças crônicas como diabetes, doenças cardiovasculares e obesidade. Além disso, fortalece o vínculo entre mãe e filho.


Manter a amamentação mesmo depois da introdução alimentar é uma forma de garantir o máximo desenvolvimento do potencial do seu bebê.


Por isso, sabemos que não faltam motivos para continuar!

22 visualizações0 comentário